Marli Pó

Marli Pó

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo!

Materia - Te contei


Divulgação
Karin Hils é Dionne em 'Hair'

Karin Hils, ex-integrante do Rouge, se destaca em 'Hair'
Domingo, 05/12/2010 - 13:44h

Quem poderia imaginar que uma popstar que enlouqueceu milhares de adolescentes, vendeu muitos discos e encheu casas de shows teria que participar de testes para participar de um musical? Parece um pouco estranho, mas é justamente isso que aconteceu com Karin Hils, ex-integrante do grupo Rouge e que atualmente está brilhando no palco do musical "Hair", nova produção de Charles Moëller e Cláudio Botelho que está em cartaz no Rio de Janeiro.

Aos 31 anos, ela já está em seu quarto espetáculo. Antes fez "O Soar da Liberdade", "Hairspray" e "Emoções Baratas", e afirma que "cada teste é um teste. São sempre diferentes". A moça garante que nunca utilizou sua fama de artista pop para vencer. "Sempre precisei mostrar meu trabalho. O Rouge fez muito sucesso, mas não existe isso de eu ser convidada. Eu preciso participar das audições como qualquer outra pessoa", diz e surpreende ao contar que muitos não ligam sua imagem à da cantora do hit "Ragatanga" (aquele do refrão "Asererrê ra da re"). "Muitas pessoas nem lembram que eu fazia parte do Rouge. O mundo do musical é muito diferente do mundo pop", confessa.

A amizade entre as meninas continua. Karin divide o palco com Aline Silva em "Hair" e elas também já atuaram juntas em "Hairspray". O grupo terminou em 2006/2007 e quanto à mudança profissional ela afirma que foi natural: "Pensei em gravar um CD, cheguei a pesquisar repertório, mas foi complicado. Como queria continuar a cantar, me arrisquei em musicais", conta. E deu certo.



Karin - segunda na fila de cima - e o elenco do musical (Divulgação/Hair)


No espetáculo, Karin dá vida a Dionne, "o oráculo da tribo, uma espécie de anjo da anunciação". Ela fala das semelhanças com a personagem: "Tanto eu quanto a Dionne somos muitos intuitvas e assim como a canção 'Era de Aquario' eu também sou do signo de aquário. Gosto de observar as pessoas, sou um pouco enigmática", diz. Para fazer bonito precisou se empenhar nas aulas de fonoaudiologia, dança e canto e adotar hábitos mais saudáveis: "Parei de beber e fumar", revela.

Nascida em Paracambi, interior do Estado do Rio de Janeiro, Karin diz que se sente mais paulistana, cidade onde morou por 10 anos. "Tenho o ritmo de são Paulo, mas não sou estressada", brinca. Na capital paulista, Karin ganhou a vida cantando. Vendeu videokês, cantava em portas de lojas anunciando produtos e chegou a ser backing vocal da banda de Netinho de Paula, ex-vocalista do grupo de pagode Negritude Jr.

Atualmente mora em Copabacana e admite que está adorando o lifestyle carioca. "Faço tudo a pé. Desço com roupa de academia e vou correndo para a fono", diz. Quanto aos volumosos cabelos adotados para a personagem ela diz que adora. "Sempre usei megahair. Acho lindo, mas precisa ter cuidados. Só lavo no salão". Questionada sobre se gosta do estilo hippie diz às gargalhadas: "Estou mais para hippie chic".



Karin e as volumosas madeixas (Divulgação/Hair)

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

NATAL - REFLEXÃO SOBRE O NASCIMENTO DE JESUS

FACO MINHAS AS PALAVRAS DE UMA GRANDE AMIGA, QUE TEM O DOM E A BENCAO DE DEUS PARA FALAR SOBRE ESSE TEMA.

WWW.ISISREGINA.COM.BR


DEZEMBRO
Dezembro é final do ano, o último mês de mais uma etapa da vida. As ruas da cidade são maquiadas por enfeites que mascaram o real e trazem reflexões sobre os verdadeiros valores da vida: o amor, a esperança, a amizade, a família.


As pessoas por instantes pensam no que fizeram ou deixaram de fazer. Tudo parece mágico e como uma boa mágica que não sabemos como é feita, assim DEZEMBRO, por trás de toda a aparente beleza traz tristeza para muitos, reflexões sem soluções, são melancolias para um coração. As propagandas anunciam comidas deliciosas sendo saboreadas por uma linda família, que para muitos não existe. A emoção de um telefonema de pais que recebem a notícia de filhos distantes, desejos realizados, fazem com que DEZEMBRO seja para alguns, uma dura realidade a ser enfrentada. Suas vidas contradizem as vestes desse mês, e para esses a tristeza é inevitável.
O que adianta você saber o que tem a fazer, mas não saber como fazer?
O que adianta você querer, mas não ter fé conseguir?

Por isso, descrevo para você um DEZEMBRO real, onde tudo é possível ao que crê:

As ruas estão cheias de pessoas desabrigadas e você pode lhes oferecer o PÃO.
As noites escuras trazem a solidão e você pode desfrutar da Companhia mais perfeita que existe, a que nunca o deixará só.
As lojas estão cheias de promoções, ofertas, e você pode olhar para o céu, pedir o que quiser, com a sua fé adquirir o impossível, que é tão somente possível ao que crê.
Suas necessidades solicitam um abraço, o reconhecimento, e você pode dar o primeiro passo, pois aquilo que desejamos receber, primeiramente temos que plantar para depois colher.

Os dias finais de um ano duro, de batalhas podem ser observados através de dois olhares; o de lástima e o de honra. A reflexão com a solução através de sua fé o fará ver que em você há um HERÓI que te fez invencível e o fez chegar até aqui, pronto para romper o ano como vencedor e ver que em um novo ano que inicia, em mais uma etapa da vida temos TREZENTOS E SESSENTA E CINCO oportunidades para ser muito mais feliz e construir um mundo melhor, pois tudo o que desejamos ver acontecer, depende apenas de cada um de nós. DEUS já fez a sua parte, e a nossa é apenas crer para ver milagres acontecer.



PARA VOCÊ QUE É UM HERÓI POR SUA FÉ...

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

KARIN HILS ARRASOU NO OI CASAGRANDE INTERPRETANDO DIONNE EM MUSICAL VERSÃO BRASILEIRA DA BROADWAY "HAIR"



Enviado por Carolina Marques
EXTRA ON LINE
04.11.2010

Turma de cabeludos

O musical Hair estreia hoje com cantora do Rouge no elenco



“Quando a Lua estiver na sétima casa e Júpiter alinhado com Marte, a paz vai guiar os planetas. E o amor irá além das estrelas. Esse é o começo da era de Aquários”. Este é o primeiro verso, traduzido, claro, da canção “Aquarius”, que embalou gerações desde que foi imortalizada no musical “Hair”, ícone do movimento hippie, no fim dos anos 70. Foi sob o lema “paz e amor” que o espetáculo rodou o mundo e volta a ser encenado no Brasil (a primeira versão foi em 1968), a partir de hoje, pelas mãos de Charles Möeller e Claudio Botelho.
Nos bastidores da produção, o clima é totalmente “faça amor, não faça guerra”. Em cada canto, além da correria e gente fazendo barulho de “rroooonnns” e “grrrsssss” para aquecer as cordas vocais, há almofadas, estátuas da deusa Shiva, incensos, flores, e muitos abraços e carinho. Se a tal Era de Aquarius chegou ou não, uma coisa é certa: dentro do Teatro Oi Casagrande está tudo alinhadinho.
— Estamos vivendo esse momento de paz interior. É um estado de plenitude — conta Karin Hills, que quando criança assistiu à versão para o cinema escondida da mãe: — Colei uma foto da personagem na parede e disse que um dia seria aquela negona!
Veterana da cantoria
Karin integrou o Rouge, grupo de meninas que fez sucesso no início dos anos 2000.
— As pessoas não lembram assim de cara quando me veem no palco. Foi muito intensa a época do grupo. Depois, a mú$quis um tempo de mim (risos). Fiz testes para musicais e deu certo. Estava em outro musical quando fui aprovada. Minha vida sempre foi de testes.
Que o diga Charles Möeller, que sofreu durante as audições. Afinal, foram 5 mil inscritos e 700 fizeram os testes.
— Poderia ter três elencos completos e ainda deixaria gente boa de fora. Isso é muito difícil — lamenta.


Sorte de quem ficou, como os paranaenses Hugo Bonemer e Igor Rickli. Ambos protagonizam o espetáculo na pele de Claude e Berger, respectivamente os líderes da tribo de hippies que invade Nova York para pedir o fim da Guerra do Vietnã. Em sua batalha pessoal, Igor venceu o próprio preconceito.
— Era o maior mauriçola. Achava que esse povo hippie não passava de um bando de lunáticos — conta ele, que hoje já ostenta um visual completamente riponga.
Hugo, que como Claude passa por diversas transformações, sentiu na pele todas elas. Inclusive ostentando um abdôme tanquinho:
— Emagreci nos ensaios. Minha mãe até me mandou uma caixa de paçoca porque acha que estou desnutrido.

Na pele da ruiva livre, leve e solta

Letícia Collin já é uma veterana nos musicais da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho. Fez com eles “O despertar da primavera”, e logo depois emendou nas audições de “Hair”.
— Fiquei sabendo do teste e decidi arriscar. Mas queria fazer a Jeanie. Se não fosse ela, não me interessaria — conta a atriz, que chegou a assistir à versão inglesa em Londres, onde esteve nas últimas férias.
A Jeanie em questão é uma ruiva livre, leve e solta, e na maioria das vezes chapada.
— Mais do que mostrar alguém que usa drogas deliberadamente, existe o contexto em que ela vivia numa fase de investigação e descobrimento da sexualidade também — defende Letícia, que em cena aparece grávida: — Acho ela admirável pois, apesar de toda a loucura, decide arcar com suas responsabilidades.
Além da barriga falsa, assim como o restante do elenco, Letícia fica nua no palco:
— Mais difícil é se movimentar com barriga postiça e vestidão.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

De Xico Abreu, Minha Mais que Amiga Árvore O cenário, figurino e adereços feitos de material ecológico.



Com iluminação colorida, recursos aromatizantes e linguagem teatral que bebeu na fonte dos gibis e da contação de histórias, peça de Xico Abreu estreia dia 9 de outubro,
com as duas atrizes Nataly Nascimento e Raiani Teichmann interpretando 10 personagens diferentes.


Escrito e dirigido por Xico Abreu (de O Cravo e a Rosa e Jurassic Miusicol), o espetáculo infantil MINHA MAIS QUE AMIGA ÁRVORE é uma realização da Cia Laço do Abraço em co-produção com a XARealliz Produções Artísticas. A estreia acontece dia 9 de outubro, às 16 horas, no Teatro Cleyde Yáconis. No palco, as atrizes Nataly Nascimento e Raiani Teichmann.


A peça conta a história de Berê e Pato, dois colegas de escola, amigos e vizinhos que passam as tardes se divertindo sob a copa de uma linda mangueira. A Árvore, além de enfeitar a rua com sua majestosa beleza, abriga os passarinhos e faz sombra quando está quente. A vizinhança começa a se incomodar com suas raízes, galhos, folhas e cocô de passarinho. Resolve, então, cortá-la. Indignados, Pato, que está aprendendo sobre o reino vegetal na escola, compõe uma bela canção-protesto e Berê faz cartéis e pendura nos galhos. Em vão.

Apenas um milagre é capaz de desfazer o equívoco dos vizinhos e revelar-lhes a importância daquela árvore. A natureza responde de maneira simples e emocionante, interferindo no desfecho da história e transformando os vizinhos de maneira surpreendente.


A encenação
A peça traz as duas atrizes Nataly Nascimento e Raiani Teichmann, interpretando 10 personagens diferentes em trocas muito rápidas de figurino. Para isso a figurinista Lorena Zabaleta, parceira de Xico Abreu em outros infantis, criou peças práticas e flexíveis.

“Toda a equipe foi orientada para criar uma atmosfera autêntica para o espetáculo, mas que bebesse na fonte dos gibis, que criasse ambientes diferentes do mundinho daquelas duas crianças”, comenta o diretor Xico Abreu. Seguindo essa orientação o cenário, assinado por Gines Perez, busca simplicidade, aproveitando um tapete de grama, uma árvore cenográfica e vários adereços para criar um clima de contação de história numa linguagem teatral.

O espetáculo conta, ainda, com recursos aromatizantes e uma iluminação bastante colorida, criada por Aline Santini. A trilha sonora, composta pelo maestro Gustavo Araújo, acompanha a narrativa do começo ao fim da peça e tira inspiração do clássico para conduzir o espectador ao universo lúdico. O maestro arranjou as cinco canções inéditas, compostas por Xico Abreu. A trilha também é uma aliada do cenário, pois é ela que delimita as mudanças de ambiente, da mangueira para a escola e da escola para a casa das crianças.

Xico Abreu conta que os ensaios foram realizados em parques. "Subimos em árvores, vimos passarinhos, fomos nos preenchendo da beleza natural da vida. Também buscamos levar ao teatro cheiros que elas encontram no campo, sons que escutam nos parques e a paz perceptível no balançar de uma árvore ao vento."

Um espetáculo sustentável

Pensando em dar o exemplo ao seu público infantil, a Cia Laço do Abraço escolheu parceiros que criassem toda a arte da peça com materiais ecológicos. O figurino de Lorena Zabaleta (Coca-Cola/FEMSA de Melhor Figurino O Cravo e a Rosa), por exemplo, é totalmente confeccionado com tecido ecológico e os adereços são feitos de sucata.

O cenário foi desenvolvido com madeira de reflorestamento. Mas a sustentabilidade começa ainda antes da peça, pois todo o material gráfico foi feito em papel reciclado, com impressão ecológica, e os convidados serão surpreendidos por um convite que guarda em seu interior uma semente e, ao ser enterrado, reserva uma planta surpresa.

Todos os espetáculos de Xico Abreu carregam questões de despertar da consciência. "Desta vez, as meninas do Laço do Abraço me pediram um infantil que tivesse a idéia da preservação ecológica, pois queriam desenvolver um trabalho especial para as escolas. Durante o processo, nossa consciência foi se despertando para a unidade com o planeta, de maneira que seria incoerente realizar uma peça que falasse e propusesse o respeito à natureza sem carregar em si o exemplo disso. Então, através de parceiros engajados nesse ideal, nós estruturamos figurinos, cenários, material gráfico, que seguissem o critério de reaproveitamento de material, reciclagem, preservação do meio ambiente e sustentabilidade. Deu certo. Há mais facilidade em encontrar pessoas com essa consciência do que imaginávamos.

Serviço

Minha Mais Que Querida Árvore, Com a Cia do Abraço – Temporada - de 9 de Outubro a 28 de novembro, sábados e domingos às 16 hs. Autor e diretor: Xico Abreu, Elenco: Nataly Nascimento, Raiani Teichmann, trilha sonora: Gustavo Araújo, iluminação: Aline Santini, figurinos - Lorena Zabaleta, cenário: Gines Perez, preparadora corporal: Evelyn Klein e preparação vocal: Sonia Andrade. Ingressos - R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Desconto de 50% sobre ingresso inteiro para clientes da Porto Seguro. Classificação livre

TEATRO CLEYDE YÁCONIS – Avenida do Café, 277 – Jabaquara. Estação Metrô Conceição Telefone (11) 5070-7018. Capacidade – 288 lugares. Estacionamento – Rua Guatapará, 170 a R$ 15,00. www.teatrocleydeyaconis.art.br

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Karin Hils se despede de Emoções Baratas em São Paulo

De malas prontas, a cantora se despede da capital paulista e alça novos voos.

Karin está no elenco do Musical da Broadway "Hair" que estréia dia 29 de outubro na Casa Oi no Rio de Janeiro.
Depois de Hairspray e Emoções Baratas, a bela de voz marcante está mergulhada nos ensaios e ta,bém no novo visual que apresentará. Com a ajuda do The Personal, Karin estará repaginada e com gás total para enfrentar a nova jornada na cidade carioca.

Na última apresentação de Emoções Baratas em São Paulo, Karin se despediu dos amigos de elenco num jantar musical oferecido por seu Amigo Rubens onde José Possi Neto, Alice Reis, Thiago Abravanel, Olivie Anquie, Adriana Alves as amigas do grupo Rouge Aline e Patricia foram se despedir da amiga.

Clodovil é Homenageado com Exposição em Brasília

Exposição leva criações de Clodovil Hernandes a Brasília

O nome de Clodovil Hernandes figura no rol dos grandes ícones da moda brasileira. O estilista, falecido em 2009, é o homenageado na exposição que leva seu nome, em cartaz de 23 de setembro a 12 de outubro no ParkShopping em Brasília. A jornalista Mariza de Macedo-Soares é a curadora e o ator, cenógrafo e figurinista Theodoro Cochrane assina a cenografia.

De acordo com Mariza, a arte do estilista será o norte de toda a exposição. “As roupas de Clodovil possuem um apelo quase dramático. Tanto ele quanto o Dener Pamplona de Abreu fizeram alta-costura numa época em que isso não era comum no Brasil. Ele deixou essa boa memória para a moda brasileira”, conta.

A mostra apresentará mais de 20 peças do estilista. São vestidos, saias, blusas e um terno de alfaiataria masculina, entre outros itens. Além do vestuário, o visitante poderá conferir acessórios – dois óculos assinados pelo estilista e um chapéu de crochê – e dois quadros pintados por ele.

Convite para a exposição




Algumas peças expostas




Serviço

Clodovil Hernandes
De 23 de setembro a 12 de outubro
Em cartaz de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 14h às 20h
Entrada franca
ParkShopping
SAI/SO Área 6580 CCCV – Brasília
Telefone: (61) 3362-1300

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Clodovil foi e sempre será único! VOTEM DIREITO SEM COMPARAÇÃO.


ESTOU INDIGNADA COM TANTOS CANDIDATOS NADA A VER...
TIRIRICA, TADINHO, ATÉ FOI SINCERO E ENGRAÇADO...MAS EU FIQUEI MAIS INDIGNADA COM O DEPOIMENTO DO AGNALDO TIMÓTEO USANDO O NOME DO MEU QUERIDO CLODOVIL..COMO PODE ALGUÉM DIZER QUE FORAM 42 ANOS DE AMIZADE....PODEM TER CERTEZA ELES NÃO FORAM AMIGOS, CLODOVIL FOI SOLICITO ALGUMAS VEZES COM ELE APENAS!!!!

E O RONALDO ÉSPER, ESTÁ PARECENDO QUANDO O CLODOVIL FOI DEMITIDO DA REDETV, COLOCARAM ELE LÁ, SUBSTITUINDO, IMAGINA QUE ELE SEGURARIA 4 HORAS DE UM PROGRAMA DIÁRIO AO VIVO...AS PESSOAS CONFUNDEM E COMPARAM AS COISAS. CLODOVIL ERA E É INCOMPARÁVEL, INTELIGENTE E IRREVERENTE, 100 ANOS A FRENTE!

O PTC, JAMAIS TERÁ ALGUÉM COMO CLODOVIL, INFELIZMENTE PARA ELES. MAS CLODOVIL TROUXE PARA O PARTIDO UMA BOA POUPANÇA PARA QUE ELES CONTINUEM...ADMIRO ALGUMAS PESSOAS QUE LÁ ESTÃO, MAS É SÓ!

OUTROS ARTISTAS ENTÃO, O CANDIDATO NEM ABRE A BOCA QUEM FALA É A ESPOSA...PELO AMOR DE DEUS, TEM QUE TER COERÊNCIA.. AS PESSOAS NÃO SÃO MAIS BURRAS. TENHO UMA TIA COM 80ANOS QUE FAZ QUESTÃO DE VOTAR, ISSO SIM É CIDADANIA.

HÁ QUEM DIGA QUE..'que projetos do Clodovil o Agnaldo vai dar continuidade"...São muitos queridos, muitos mesmo, meu nobre amigo realmente executou com seriedade o seu trabalho, que humildemente assumiu não saber fazer, qdo eleito...com quase 500 mil votos, calou o plenário no seu primeiro discurso..isso não é para qualquer um. Só alguém como Clodovil poderia ser nosso portavoz e pásmem, ainda tem gente que acha que estará a altura, infelizmente aquele lugar matou o meu querido amigo e com certeza, DEUS na sua infinita sabedoria o livrou levando-o para sempre. Eu desejo de todo o meu coração que esses candidatos, se eleitos, possam ser apenas 1 décimo daquilo que Clodovil foi e representou para o povo brasileiro, não importam as criticas, ele foi impar e autêntico e isso poucos são. De gosto impecável, sinto saudades dele e termino aqui meu texto, indignada com tanta porcaria e desejando que o POVO VOTE com consciência pois é disso que o Brasil precisa, gente com consciência.

COM CERTEZA SEM CLODOVIL "BRASÍLIA NUNCA MAIS SERÁ A MESMA"

VOTEM DIREITO, ESCOLHAM E NÃO SEJAM TOLOS....NÓS SOMOS RESPONSÁVEIS POR ELES ESTAREM LÁ!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Crítica da Veja - Dirceu Alves Jr - Emoções Baratas

Resenha por Dirceu Alves Jr.Resenha por Dirceu Alves Jr.:

O jazz do compositor americano Duke Ellington (1899-1974) e o espetáculo Emoções Baratas rondam a cabeça do diretor José Possi Neto de tempos em tempos. Trinta anos atrás, em uma viagem a Boston, ele visitou um cabaré e teve a ideia de criar um musical inspirado no lugar. Em 1988, Emoções Baratas ganhou o palco e impressionou por adotar uma fronteira tênue entre o teatro e a dança, embalada pela banda Heartbreakers e pelo vozeirão das cantoras Misty e Adyel, que na época roubavam a cena. De volta, a remontagem conserva-se como uma encenação híbrida e construída a cada noite, igual à rotina de um clube boêmio. Em cartaz no Estúdio Emme, o antigo Avenida Club, a nova versão traz nove atores-bailarinos circulando entre o palco e as mesas, e a mesma Heartbreakers executando canções de Ellington, como Solitude, Stomp Look and Listen e It Don’t Mean a Thing. Sem uma palavra, a montagem vale-se das letras, agora interpretadas pelas cantoras Bibba Chuqui e Karin Hils, e da personificação de cada tipo — a cliente carente, a bêbada, o garçom solidário, o inconveniente, a debochada — para narrar uma trama que atravessa a madrugada. Mas salta aos olhos a precisão dos movimentos dos bailarinos, alguns deles transformando o cenário ao trocar mesas e cadeiras de lugar. Mesmo que os passos sejam calcados em números coletivos, não há unidade, e isso estimula a leveza e a espontaneidade deles. Em uma interação, onze espectadores são convidados a dançar com o elenco e passeiam por emoções que só a noite proporciona. Estreou em 30/07/2010. Até 31/10/2010.

sábado, 7 de agosto de 2010

EMOÇÕES BARATAS - MUSICAL DE JOSÉ POSSI NETO


Imperdível! Emoções Baratas, que depois de 22 anos estreiou em São Paulo no Estúdio Emme, está impecável. Com bailarinos, músicos e cantoras ma-ra-vi-lho-sas....Karin Hils e Bibba Chuqui dão um show a parte.
Karin, ex-rouge, depois de atuar em Hairspray dá um show de interpretação, aliás, o musical concede esse presente para cada interprete seja ele musico, dançarino ou cantor.
Os movimentos, a coreografia as músicas são realmente de babar.
Interagindo com o público, Emoções Baratas é um dos Musicais nacionais mais bonitos que eu pude assistir; claro que os gostos diferem, mas a reação do público no dia de estréia foi realmente unanime.

Vale a pena conferir!

Veja mais...

Direto da redação da UOL

O diretor de teatro José Possi Neto remonta o premiadíssimo espetáculo Emoções Baratas. O espetáculo show, criado por ele em 1988, ficou em cartaz por mais de dois anos e meio, e volta à cena, dia 30 de julho. O ano de 2010 marca os 22 anos da estreia original. Emoções Baratas é ambientado como um cabaré, em um clube de jazz. Os músicos e bailarinos começam o musical misturados com o público, ainda no saguão de entrada. Alguns números permitem a interação com o público.Possi Neto revisita o espetáculo trazendo de volta os músicos do grupo Heartbreakers, apresenta novos bailarinos e duas novas cantoras: Bibba Chuqui e Karin Hils. Segundo Possi, a nova montagem de Emoções vai promover um novo resultado. “Eu adaptei e moldei cada artista, de acordo com suas habilidades e desempenhos em cena. Revisitei todas as etapas, elementos e detalhes”. José Possi Neto assina a direção geral, roteiro e coreografias, e a direção musical fica por conta de Guga Stroeter , integrante dos Heartbreakers. Os figurinos são de Fábio Namatame.
Emoções Baratas
Estúdio Emme - R. Pedroso de Moraes,1036
De 30/7 a 31/10
Informações: (11) 2626-5835
Atores nos bastidores de "Emoções Baratas". Criado e apresentado na linguagem de teatro-dança, o espetáculo apresenta uma banda, bailarinos e cantoras em uma cena jazzística, inspirados em lembrança do diretor de Boston, EUA, em 1977, em uma casa de jazz na cidade. Uol Entretenimento


Da Redação do Estadão

Maria Eugênia de Menezes

Não havia nada para fazer naquele verão em Nova York. Então, José Possi Neto partiu para uns dias em Boston. Era uma noite quente de 1977. Sozinho, ele caminhava a esmo por uma rua desconhecida da cidade americana, mas acabou parando ao ouvir a música que vinha de um porão. Decidiu entrar. Lá dentro, no salão esfumaçado, a plateia era quase toda negra e lotava as mesas ouvindo uma banda de jazz. "O som era absolutamente maravilhoso. Eu só não conseguia entender como é que todo mundo conseguia ficar sentado, sem dançar", lembra o diretor.
Luiz Tripoli/Divulgação
Luiz Tripoli/Divulgação
Cena do espetáculo que segue ritmo das canções de Duke Ellington

Foi para resolver esse impasse que Possi criou Emoções Baratas, espetáculo que abre temporada a partir de hoje, para convidados, e amanhã, para o público.

O musical é uma releitura de sua versão original, lançada em 1988, e volta agora a ocupar o mesmo palco de antes, no Estúdio EMME, endereço do antigo Avenida Club.

À época, Emoções Baratas estourou quase instantaneamente como sucesso: ficou mais de 30 meses em cartaz e lançou a Big Jazz Band Heartbreakers, criada um ano antes por George Freire e Guga Stroeter.

Stroeter, que continua à frente da banda, assina também a direção musical da montagem e foi o responsável pela seleção das canções de Duke Ellington que servem de base ao musical.

Para criar o roteiro, Possi ficou por mais de um mês junto à orquestra. Editando uma por uma as 29 músicas e elaborando o argumento que iria servir de subsídio ao trabalho posterior com os bailarinos. "É essencialmente um trabalho de construção de imagens", explica ele, que fez cinco baterias de testes para conseguir selecionar os nove bailarinos e os dois grandes trunfos da montagem: as cantoras Bibba Chuqui e Karin Hils.

A alegria soturna. Ainda que mereça o nome de musical, Emoções Baratas pouco se assemelha aos congêneres em cartaz na cidade. Não tem um diálogo sequer, possui um esmerado trabalho de técnica corporal e envereda pelo caminho que é uma das marcas registradas da linguagem de Possi: o teatro-dança.

Tudo aquilo que já aparecia em criações inquietantes como Um Sopro de Vida volta à baila em Emoções. E, ainda que o tom aqui seja um pouco mais solar, não dispensa certa atmosfera lúgubre. "Não tem como não ser sombrio", diz Possi. "São personagens da noite, pessoas que são sofisticadas, mas que vivem à margem e remetem a uma época de segregação. Eles podem até ser marginais de luxo, mas ainda assim marginais."

Trilogia americana

Mucho Corazón - Cinco anos após a montagem de Emoções Baratas, em que se debruçava sobre o jazz, José Possi Neto retomou a parceria com a banda Heartbreakers e criou, em 1993, Mucho Corazón. O musical tinha como foco os ritmos latinos e a salsa. "Naquela época, o público ainda olhava para a música latino-americana com preconceito", lembra o diretor.

Baile Estelar - Voltado à música brasileira, Baile Estelar completava a trilogia que Possi Neto dedicou aos "ritmos americanos": o jazz, a salsa e o samba. Na montagem, o diretor e Guga Stroeter revisitavam as raízes negras da moderna MPB e passavam pelas canções de Ary Barroso, Luiz Gonzaga, Lamartine Babo e outros.

Emoções Baratas - Estúdio EMME (250 lug.). Av. Pedroso de Morais, 1.036, tel: 2626-5835. 5,ª, 21h; 6.ª, 21h30; sáb. 221h; com. 19h. R$ 50 R$ 80. Até 31/10

domingo, 20 de junho de 2010

Só o Amor, dedico essa música à você!!

Se vc tem alguém especial em sua vida, as vezes alguém especial é alguém que a gente talvez nem tenha conhecido muito, mas essa pessoa já é especial para você.


Abençõe a vida deste amigo ou amor especial....

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Pet Square fará evento pet celebrando a copa no bairro do Tatuapé


PET SQUARE RECEBERÁ CONVIDADOS ESPECIAIS PARA CELEBRAR A COPA

"SEU PET CRAQUE DA COPA"



A equipe do Pet Square Veterinária, localizado na Pça Sta Teresinha, 132, no bairro do Tatuapé, estará recebendo convidados especiais para abrilhantar evento em celebração a COPA.

O evento será dia 19 de junho, terá inicio às 9h e será aberto ao público na própria praça, neste dia o Pet Square dará um atendimento diferenciado e especial e a intenção é aproximar e movimentar os pets e seus donos no intervalo de jogos do Brasil.

Várias atrações e personalidades estarão presentes, Karin Hils, Thiago Rocha, Chris Flores, Fabiana Alvarez, Luciano Amaral, Laura Rodrigo, Xico Abreu entre outros.
Eles farão parte do corpo de jurados que elegerão o PET "CRAQUE DA COPA" DO PET SQUARE, o fotógrafo de pets Lionel Falcon estará encarregado de registrar e fará a foto do PET, o retratista estará durante o evento realizando fotos e seus produtos personalizados estarão sendo vendidos no local. A foto do pet vencedor, ficará exposta durante a copa na vitrine do Pet Square com todas as honras de uma miss ou mister!
Além é claro de estar sendo divulgado em toda a imprensa!

Os pré-requisitos para a inscrição são: beleza, charme, simpatia, desenvoltura e claro um pouco de adestramento. O adestrador Glauco Lima estará no dia do evento fazendo suas demonstrações, conhecido por participar do "Se vira nos 30"do Domingão do Faustão entre outros renomados programas de TV, Glauco surpreende a cada dia com suas novas técnicas.
O evento também terá um maquiador e o estilista de pets Willian Galharde.
Haverá uma apresentação com animais da raça Akita e Golden Retriver de vários criadores renomados.

Vários brindes e expositores de produtos pets estarão no local.

Agenda prevista:

Das 9h às 15h Dicas de alimentação com a equipe Royal Canin especializada em ração para pets.

13h - Apresentação com animais da Raça Akita e Golden Retriver

14h - Show de Adestramento com Glauco Lima

16h - Desfile dos pets candidatos a "Craque da Copa".

Simultaneamente participação especial do fotógrafo de Pets e celebridades Lionel Falcon e também o Stylist de Pets Willian Galharde.

Idealização e organização: PET SQUARE
Local do evento: Pça Sta Teresinha, 132 - Tatuapé
Horário :Início 9h e término previsto para 17h30
Informações sobre o evento e inscrições: 11-2366-8323

www.petdapraca.blogspot.com
www.petsquare.com.br


Informações para imprensa:
MP3 - Comunicação -
Marli Ferreira
11-6781-7647
11-7896-2070 - ID 9*91998
imprensa.petsquare@gmail.com

domingo, 13 de junho de 2010

Tudo é no TEMPO DE DEUS!

Deus tem propósitos para nossas vidas, para as promessas que tem para nós.
Tudo se cumprirá no tempo Dele e não no nosso, porisso, se está triste por algum motivo, não fique, Deus está te deixando quietinho porque está te lapidando, está te separando para te exaltar.

Aquilo que parece estar perdido, um amor que estava próximo e se perdeu, as vezes não se perdeu apenas está sendo lapidado para ser entregue a você da forma que você merece receber, por inteiro! Amém!?

Vejam e ouçam de Rose Nascimento


sábado, 12 de junho de 2010

TOQUE NO MANTO.

TEM QUE ESTAR PROSTRADO PARA TOCAR NO MANTO, TEM QUE QUEBRANTAR-SE PRA TOCAR NO MANTO....GLÓRIAS A DEUS!! EU TE LOUVO SENHOR E ENTREGO A MINHA VIDA A TI COM TODO O MEU AMOR E ADORAÇÃO..

terça-feira, 1 de junho de 2010

"ARRAIÁ" NO ASILO RAIAR DO SOL COM AMC

Chris Flores e Gianne Albertoni participam de festa junina beneficente para lar de idosos


A Associação de Mulheres Cristãs, fez uma grande festa junto com o pessoal do Programa Hoje em Dia.

Todos Contribuiram e a tarde foi maravilhosa e gratificante.

Além das apresentadoras do programa, a dupla Ricardo e Eduardo animaram a festa toda, o Idolo Saulo e o comediante Carlinhos também esteve lá.

Os nossos vovôs e vovós ficaram muito felizes, curtiram até.

Estamos muito felizes de poder ter contribuido para eles se sentirem valorizados.


Veja o Video.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Casamento abençoado! Fabiana Alvarêz e Gabriel Rodrigues


Queridos, pude graciosamente conhecer Fabiana há mais de 10 anos. Ela participou de uma época da minha vida muito importante, tanto que pela amizade formada, pelo elo espiritual que temos, meu filho lhe foi confiádo para ser apresentado na igreja após seu nascimento. Hoje Luiz Otávio tem 10 anos!!!
Fabiana é uma pessoa especial, uma mulher de caráter, equilibrada, humilde e muito, mas muito iluminada pelo Senhor Jesus!
Assim como sua família!
Pelo que pude presenciar no seu casamento, Deus preparou tudo e irá preparar ainda mais, pois as bençãos chegarão as suas vidas de maneira sobrenatural. O Gabriel conheci muito pouco, mas tenho certeza pelo que pude observar nele e em sua familia, um rapaz de caráter e muito especial também.

Humildes e tementes a Deus, quando nos prostramos diante do Senhor, todas as coisas serão acrescentadas por ELE.

Dentre outras músicas essa foi a música que tocou em seu casamento. Amém!



Que o Senhor possa derramar muitas bençãos que serão multiplicadas no decorrer de suas vidas!!Amém!

Esse video é muito fofo!!

Eles são demais!!!!!!!! Vaca e Frango





O Pai manda a Vaca e o Frango para uma propriedade do vizinho (uma choupana perto do rio, em uma região deserta) onde eles encontram um famoso cantor de Blues. Ele canta para eles a história do heróico Bum Defora, que perdeu suas calças para um feroz jacaré. Desconfiados, a Vaca e o Frango desmascaram o cantor de Blues somente para descobrir que é o Bum Defora disfarçado. Ele amarrou o velho cantor de Blues no quarto dos fundos. Livre, o verdadeiro cantor de Blues busca vingança.

domingo, 16 de maio de 2010

PET SQUARE - UM NOVO CONCEITO DE ATENDIMENTO PET


O bairro do Tatuapé não está mais igual, ganhou um epaço
diferenciádo para os pets da regiao, o PET SQUARE.

Localizado na Praça Sta Terezinha, o espaço tem o que há de mais moderno em produtos medicamentos e atendimento.

Serviço leva e traz, Hotel, banho e tosa, penteados, tosa da raça e tosa na
tesoura, hidratação, ofurô, rações, acessórios, farmácia veterinária e
um espaço totalmente planejado para atender aos seus pet-clientes.

Na parte médica, atendem clínica geral, vacinas importadas, exames
complementares, cirurgias, anestesias inalatórias, oftalmologia,
ultrassom dentário para limpeza de tártaro, medicina
alternativa,(acupuntura, Florais entre outros) e o "DayPet", onde
o cãozinho ou gatinho com horário préviamente marcado passa um dia de
tratamentos de beleza e anti-stress, retiramos em sua casa e
devolvemos onde o dono definir.

O Hotelzinho tem além de hospedagem, lazer e alimentação diferenciáda.
Também são parceiros de profissionais no ramo de fisioterapia,
condicionamento físico, reabilitação, fotógrafos entre outros.

Ligue e faça uma visita, traga seu pet a cada 5 banhos um é cortesia
do PET SQUARE.

Local: Pça Sta Terezinha, 132 - Tatuapé
Telefone - 2366-8323
www.petsquare.com.br
www.petdapraca.blogspot.com

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Noite das DIVAS no Rey Castro Cuban Bar



Karin Hils será umas das intérpretes da noite das Divas no Rey Castro
Bar em São Paulo.

Graça Cunha, Karin Hils e Shirley Carvalho comandam o agito da
programação Pure Black Fusion.

Interpretando canções de artistas como Lauryn Hill, Whitney Houston e Tim
Maia, durante a programação Pure Black Fusion – terças-feiras com o melhor
do soul, r&b e disco funk.
As três cantoras ganharam notoriedade em programas de televisão.
Graça Cunha, à frente da banda Altas Horas, Karin Hils conquistou
lugar no grupo Rouge, numa seleção de 30 mil candidatas para o Popstar
e Shirley Carvalho, na segunda edição do Ídolos, na época, veiculado
também pelo SBT, estarão se apresentando numa noite de DIVAS na
próxima terça feira, dia 18 de maio às 23h30. Imperdível!!!!

* Local: Rey Castro Cuban Bar - SP
* Tel: (11) 3842-5279
* Endereço: R. Ministro Jesuíno Cardoso,181 - Vila Olímpia - São
Paulo - SP
* Formas de Pagamento: Mastercard | Visa
* Lotação: 300 pessoas
* Preço: R$15,00 a R$35,00

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Minha Opinião

Sabe aquela história, que você só copia e cola??

Então, com o tempo corrido que temos, copiamos e colamos muitas coisas... Nesses dias estou ajudando um amigo talentosissimo ator, autor e diretor, Xico Abreu. Xico é tão talentoso e tão criativo que se torna chato de tanto que exige de sí mesmo!!

Mas O Cravo e A Rosa, Musical Infantil, foi um presente de Deus para os que puderam assistir. Foi algo excepcional que encantou dos 2 aos 100 anos, literalmente.
Agora ele estréia sua Dramapoético e terapeutico espetáculo entitulado Jurassic Miusicol, fazendo trocadilho com os musicais atualmente em alta na grande metrópole.

Sem dúvida nenhuma, Jurassic nos faz parar para pensar, o que eu estou fazendo em prol de mim mesmo, e o que posso fazer em prol do outro. Faz pensar que ao invés de culparmos os outros e por vezes nossas próprias sombras, nos olhemos no espelho e façamos nossa própria biografia.

Sem sombra de dúvida, será um sucesso retalhado pelos que ainda se encontram dentro de um baú, mofado e cheio de ácaros tentando mostrar que andaram para frente!!

Super beijo e eu recomendo e recomendem aos seus amigos.

www.jurassicmiusicol.blogspot.com


Marli

sexta-feira, 16 de abril de 2010

AGORA EM SÃO PAULO - JURASSIC MIUSICOL


Com doses de drama e humor sarcástico,

peça Jurassic Miusicol estreia no Teatro Imprensa



Tragicomédia entremeada por números musicais que vão do clássico ao contemporâneo, do cabaré ao country, texto inédito de Xico Abreu estreia mostrando os dilemas, as frustrações e as esperanças de duas atrizes caídas no ostracismo



Elogiada pelo público e crítica no Festival de Curitiba, a peça Jurassic Miusicol estreia na Sala Vitrine do Teatro Imprensa dia 22 de abril, quinta-feira, às 21 horas. Inspirada na história real de duas atrizes cinquentonas amarguradas que passavam por questionamentos pessoais e profissionais, a tragicomédia é pontuada por ironia e humor ácido. No palco, Jean Machado e Rodrigo Melgaço interpretam a dupla de cinquentonas e se desdobram em apresentações de números musicais que vão do clássico ao contemporâneo, do cabaré ao country.



Anin e Aram, ex-atrizes e amigas de longa data, vivem a decadência e a solidão num camarim mofado e sem luz. Anin é ranzinza e passa o tempo prostrada numa cadeira, onde reclama da vida e critica outros artistas. Impositiva, dita ordens e comandos que a submissa amiga se desdobra para cumprir. Aram, por sua vez, é esperançosa e tem nos olhos brilhos intensos e exagerados de uma atriz velha de guerra que ainda sonha com o estrelato. Em meio ao tédio e reclamações, as duas investigam propostas e ensaiam coreografias e números com a intenção de levantar um repertório para algum dia apresentarem a alguém e, quem sabe, reviverem o glamour de tempos passados.



Os dois jovens atores Jean e Rodrigo levam ao palco o universo feminino representado através das protagonistas, preenchendo o estereótipo com veracidade e autenticidade, retratando vidas reais recheadas de delicadas emoções humanas. A tristeza causada pelo ostracismo de duas veteranas atrizes de teatro – que conheceram a fama no passado e agora vivem um reinado psicótico de terror uma sobre a outra – combina com a melancolia de todos que vivem à espera: de alguém, de respostas, de atitudes, de algum sentido na vida.



‘’Apesar de ser um espetáculo com um tema baixo astral, trata-se de uma comédia, onde o humor parte da dor. A peça mostra que o fim da fama e a velhice seriam tristes se não fossem cômicos’’, afirma o diretor e autor Xico Abreu. O próprio título da peça já é dotado de humor e ironia: ‘’Jurassic faz referência à idade jurássica das senhoras que o texto retrata, e Miusicol é um tipo de deboche às adaptações de musicais’’, explica Abreu.



Sobre Xico Abreu – Diretor e Autor

Xico Abreu, 25 anos, é diretor da XARealliz Produções Artísticas. Dirigiu e escreveu “O Cravo e a Rosa” indicado a Melhor espetáculo, trilha, atriz, ator e ganhador de Melhor Figurino do Prêmio Coca-Cola/FEMSA. Atuou em “Marisol”, “Chiquititas” e “Balacobaco”. Escreveu mais de 10 espetáculos e compôs mais de 120 canções.



Sobre Rodrigo Melgaço – Ator

Formado em Artes Cênicas (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atuou nos espetáculos “Amor e Restos Humanos”, “Em torno de...” e “A Casa de Maria”. Filmou “Batismo de Sangue”. Integrou a companhia teatral CLUB NOIR, dirigida por Juliana Galdino e Roberto Alvim, onde estreou o espetáculo “Comunicação a uma academia”.



Sobre Jean Machado – Ator

Formado pela Casa das Artes de Laranjeiras e graduado em Artes Dramáticas pela UniverCidade, participou dos espetáculos "Peter Pan", "O Desaparecimento de Mérlin", "Comédia da Vaidade", "O Macaco Malandro", "Aquele Amor", "O Sonho de uma Noite de Verão" e "O Falecido".



PARA ROTEIRO:

Espetáculo Jurassic Miusicol - Estreia dia 22 de abril de 2010, quinta, às 21 horas, no Teatro Imprensa – Sala Vitrine. Temporada: quintas e sextas, às 21h, até 28 de maio. Texto e Direção: Xico Abreu. Co-Direção Artística: Lívia Maria Izar. Produção: XARealliz Prod. Artísticas. Elenco: Jean Machado e Rodrigo Melgaço. Coreografia: Alice Reis e Carla Vasques. Sonoplastia: Camilo Brunelli. Arte Gráfica: Gabi de Luca. Visagismo: Lívia Maria Izar e Xico Abreu Ingressos: R$ 30,00 (inteira); R$15,00 (meia), Ingresso Amigo R$10,00 Censura: recomendado a partir de 14 anos. Duração: 50 minutos.



Teatro Imprensa - Rua Jaceguai, 400 - Bela Vista - São Paulo - São Paulo. Fone - 11 3241- 4203. Capacidade – 48. Funcionamento da bilheteria - De terça a domingo a partir das 14 horas. Acesso e facilidades para pessoas com deficiência física. Ar-condicionado. Formas de pagamento: Aceita pagamento em dinheiro, cheques e cartões de débito. Estacionamento conveniado na rua Jaceguai, 454 – Ingresso R$10,00. Ingressos por telefone – Central Tickets For Fun – (11) 4003-5588 (de segunda-feira a sábado, das 9 às 21 horas) ou pelo site www.ticketsforfun.com.br


Assessoria de Imprensa
Marli Pó Campos
11-7623-2239
11-7896-2070
ID - 9*91998
marlipress@gmail.com ; marlipress@uol.com.br

domingo, 11 de abril de 2010

O mestre e o Escorpião

Um mestre do Oriente viu quando um escorpião
estava se afogando e decidiu tirá-lo da água,
mas quando o fez, o escorpião o picou.
Pela reação de dor, o mestre o soltou e o
animal caiu de novo na água e estava se
afogando. O mestre tentou tirá-lo novamente
e outra vez o animal o picou. Alguém que
estava observando se aproximou do mestre
e lhe disse:
-Desculpe-me mas você é teimoso!
Não entende que todas as vezes
que tentar tirá-lo da água ele irá picá-lo?
O mestre respondeu:
-A natureza do escorpião é picar, e isto
não vai mudar a minha, que é ajudar.
Então, com a ajuda de uma folha,
o mestre tirou o escorpião da água e
salvou sua vida, e continuou:
-Não mude sua natureza se alguém te
faz algum mal; apenas tome precauções.

Alguns perseguem a felicidade, outros a
criam. Quando a vida te apresentar mil
razões para chorar, mostre- lhe que tens
mil e uma razões pelas quais sorrir.
Preocupe-se mais com sua consciência
do que com sua reputação. Porque sua
consciência é o que você é, e sua
reputação é o que os outros pensam
de você. E o que os outros pensam…
é problema deles.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

FELIZ PÁSCOA!!



Mas o que é a Páscoa?
Por Benito Pepe


Legal que muitos de nós fiquemos felizes com a Semana Santa, com a Páscoa, momentos de nos confraternizar, nos alegrar, de dar e receber ovos de Páscoa... Mas porquê isto? Bem! Para quem ao menos gosta da História e da essência dos fatos e atos ocorridos, vale continuar a leitura.

Já há alguns milênios (3,5) os Judeus já comemoravam a Páscoa. Mas como? Jesus Cristo não havia nem mesmo nascido! É verdade! No início, as comemorações da Páscoa já eram nesta época do ano: Março, Abril (primavera no hemisfério norte) eram para comemorar as colheitas. Era, portanto, a festa das colheitas. A alegria de festejar e “bebemorar” com o sucesso de um período trabalhado e seus frutos (na verdade a festa da colheita era 50 dias após a páscoa).

Muito bem! Mas os nossos Pais religiosos, os Judeus, foram escravizados no Egito (Império naquela época). Ficaram como escravos muitos anos... Até que, com ajuda de Deus, conseguiram sair da escravidão e voltar à terra prometida e foi o que ocorreu por coincidência ou projeto Divino também nesta mesma época da Páscoa e, assim, então, a comemoração dos Judeus passou a ser a da Passagem, do Êxodo, da libertação da terra do Egito.

E agora onde está a Páscoa Cristã? A nossa Páscoa, que é, sem dúvida, a maior Festa e a maior comemoração de todas as festas cristãs, está exatamente neste mesmo período do ano, pois mais uma vez por coincidência ou não ocorre também nesta época.

O Verbo que era a palavra se fez carne e veio habitar entre nós e após um período aqui na terra nos mostrou que nós também somos eternos, pois o que vivemos é uma Páscoa, ou seja, em Hebreu Páscoa quer dizer PASSAGEM assim sendo, Jesus o Cristo, nos mostrou que aqui é apenas um local de passagem e acima de tudo de aprendizagem. Portanto o mais importante não é o que construímos materialmente, mas, sim, o que construímos espiritualmente. Jesus, após ser crucificado e morto (na época da festa da Páscoa judaica, pois ele havia ido até Jerusalém para as comemorações - ele também era Judeu), ele ressuscita no 3º dia e aparece aos seus discípulos algumas vezes.

Portanto nós, os Cristãos, comemoramos esta época do ano como a maior de todas as festas, assim, ela é mais importante que o próprio Natal (Nascimento de Jesus). Apesar de o Calendário Gregoriano contar os anos do nascimento de Cristo, na verdade nós estamos há uns 1970 anos de comemorações de Páscoas Cristãs.

E para quê os Ovos, os coelhos...? O raciocínio é sempre lógico como também muitas vezes é a Fé! Como foi aprendido que a verdadeira Vida é após esta Páscoa (Passagem) assim sendo temos que comemorar a Vida e o que é melhor para simbolizar a vida do que o ovo! E o coelho, é lógico. Como o bichinho procria, não é mesmo? Bem, devemos lembrar também que os fatos e símbolos foram incididos em um outro mundo - o chamado mundo velho (berço da humanidade) - e com suas culturas, portanto também é interessante relembrar que tudo em História se deve contemporizar.

A passagem por esta terra, por este planeta, é o que temos consciência neste momento, quanto ao futuro temos a esperança. Páscoa, portanto, é a passagem, mas não a passagem desta vida para outra, mas de toda a passagem por esta vida, com todos os seus anos de conhecimentos, aprendizagens, vivências e experiências. Portanto, a Páscoa é, em suma, a comemoração da VIDA!

Feliz páscoa para você.

Revista Making Of

Comunicação
31.03 10:00 Record enfrenta concorrência da propria Igreja Universal


A Record enfrentou a concorrência da Igreja Universal na festa de lançamento de sua nova programação, ontem, em São Paulo. Tratava-se do "Troféu Heroínas 365 dias por Ano" da Associação de Mulheres Cristãs (AMC), entidade ligada a Universal e presidida pela mulher de um dos executivos da Record.No anúncio do evento, a confirmação de boa parte do elenco da Record, também escalada para festança da emissora, no mesmo dia. Entre eles: Tom Cavalcante, Paulo Henrique Amorim, Chris Flores, Karina Bacchi, Fabiana Scaranzi, Edu Guedes e Brito Jr. Algumas estrelas tiveram de recusar um dos convites. Outras optaram por dar uma passadinha nos dois eventos.

Fonte: Keila Jimenez

Reportagem Fala Brasil - R7

Cinco mulheres foram premiadas por ações sociais de caridade realizadas
Do R7, com Fala Brasil


Cinco mulheres foram homenageadas na segunda edição do troféu “Heroínas 365 dias por ano”, uma iniciativa da AMC (Associação de Mulheres Cristãs): Flordelis, mãe de 50 filhos adotivos; dona Cremilda, do Lar Espírita Betinho para crianças com paralisia cerebral; Juliana Barreto, médica voluntária; “tia” Mara, como é chamada a dirigente do abrigo Dona Cotinha pelos meninos e meninas do lar; e Linamara Batisttella, chefe da Secretaria da Pessoa com Deficiência de São Paulo.

A premiação ocorreu na noite da terça-feira (30) na zona sul da capital paulista. As organizadoras do prêmio esperam que o reconhecimento das "heroínas" sirva para que, cada vez mais, mulheres encontrem um tempo para praticar a solidariedade.

Assista ao vídeo:

Reportagem Ad News

Record enfrenta concorrência da propria Igreja Universal

31/03/2010

A Record enfrentou a concorrência da Igreja Universal na festa de lançamento de sua nova programação, ontem, em São Paulo. Tratava-se do "Troféu Heroínas 365 dias por Ano" da Associação de Mulheres Cristãs (AMC), entidade ligada a Universal e presidida pela mulher de um dos executivos da Record.

No anúncio do evento, a confirmação de boa parte do elenco da Record, também escalada para festança da emissora, no mesmo dia. Entre eles: Tom Cavalcante, Paulo Henrique Amorim, Chris Flores, Karina Bacchi, Fabiana Scaranzi, Edu Guedes e Brito Jr. Algumas estrelas tiveram de recusar um dos convites. Outras optaram por dar uma passadinha nos dois eventos.

Fonte: Keila Jimenez

Reportagem Rede Brasil de Notícias

quarta-feira, 31 de março de 2010
Record enfrenta fogo amigo

A Record enfrentou a concorrência da Igreja Universal na festa de lançamento de sua nova programação, ontem, em São Paulo. Tratava-se do "Troféu Heroínas 365 dias por Ano" da Associação de Mulheres Cristãs (AMC), entidade ligada à Universal e presidida pela mulher de um dos executivos da Record. No anúncio do evento, a confirmação de boa parte do elenco da Record, também escalada para festança da emissora, no mesmo dia. Entre eles: Tom Cavalcante, Paulo Henrique Amorim, Chris Flores, Karina Bacchi, Fabiana Scaranzi, Edu Guedes e Britto Jr. Algumas estrelas tiveram de recusar um dos convites. Outras optaram por dar uma passadinha nos dois eventos. (Keila Jimenez)

Reportagem R7


Conheça as homenageadas pelo troféu "Heroínas 365 Dias Por Ano", da AMC
As cinco premiadas pela Associação das Mulheres Cristãs foram Dona Cremilda, do Lar Betinho; a oftalmologista, Dra. Juliana Paes Barreto; Tia Mara, do Dona Cotinha Lar de Crianças; a fisiatra, Dra. Lina Mara Batistela; e Flordelis, que luta contra o tráfico de drogas.

Nota Site O fuxico


Troféu do Bem
Fabiana Scaranzi, Paulo Henrique Amorim e Adriane Galisteu vão à premiação

Por: Thaís Sant´Anna - Site O fuxico

Foto: Fabio Nunes- 01/04/2010 | 18:09
Fabiana Scaranzi, Paulo Henrique Amorim e Adriane Galisteu vão à premiação

A terceira edição do Troféu Heroínas 365 Dias Por Ano, da AMC (Associação de Mulheres Cristãs), realizado na noite de terça-feira (30) no Bourbon Convention Hotel em Moema, zona sul de São Paulo, contou com a participação de diversos famosos na entrega dos prêmios.

Adriane Galisteu e Chris Flores ficaram responsáveis por apresentar o perfil e contar um pouco da história de Flordelis – que ficou famosa por adotar 37 crianças. Tom Cavalcante subiu ao palco e foi o responsável por entregar o troféu à mulher guerreira.

O apresentador também doou R$ 15 mil reais para Flor e ainda, numa brincadeira com Paulo Henrique Amorim, conseguiu arrancar do amigo mais R$ 5 mil reais para totalizar 20.

"Eu sei que é pouco, mas é para ajudá-la em alguma coisa na sua instituição", disse Tom, visivelmente emocionado.

Paulo Henrique Amorim, Fabiana Scaranzi, Edu Guedes, Britto Jr, Celso Zucatelli, Maurício Manieri também participaram do evento, que premiou outras mulheres que fazem o bem.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

OSCAR DA SOLIDARIEDADE - TROFÉU HEROÍNAS 365 DIAS POR ANO












Emocionante e surpreendente!


Várias celebridades prestigiaram e se emocionaram no evento.


O evento de entrega do Troféu Heroínas 365 dias por ano em sua segunda edição foi realmente emocionante. Além das 5 homenageadas, todos os presentes puderam ver com seus próprios olhos o que cada uma delas desempenha na sociedade, pois apesar de levarem suas vidas com suas famílias consciliam em ajudar o próximo. Mas a estrela da noite além de tantas celebridades presentes no Bourbon Convention Hotel em Moema, foi a homenageada FLORDELIS, a apresentação de seu perfil através das apresentadoras Adriane Galisteu e Chris Flores, foi muito tocante, as duas fizeram menção a AMC e as mulheres de fé que erguem suas espadas em pról de poderem fazer pelo menos um décimo do que cada uma delas fazem.
Sua vida, tinha tudo para ter uma outra história, um outro rumo, mas essa mulher abençoada por Deus conseguiu fazer a diferença e ser um exemplo de solidariedade. O responsável pela entrega do seu troféu, foi Tom Cavalcante, irreverente e astuto, Tom doou 15 mil reais para Flor e ainda numa brincadeira com Paulo Henrique Amorim, conseguiu arrancar do amigo mais 5 mil reais para totalizar 20. "Eu sei que é pouco, mas é para ajudá-la em alguma coisa na sua instituição", indagou Tom.
Visivelmente emocionado ele pediu aplauso de pé para todos os presentes que estavam emocionadissimos.

Outro que emocionou-se bastante, foi Edu Guedes, que entregou o primeiro prêmio da noite para Dna Cremilda do Lar do Betinho, junto ao troféu, Edu entregou a Dna Cremilda uma torta de frutas feita por ele, é claro!!

Britho Jr, com sua maestria e inteligência impar, também fez menção a sua homenageada Tia Mara, do Lar Dona Cotinha, fez um texto maravilhoso onde citava as falhas de milhões de brasileiros, incluindo-se, que só pensam em si próprios e esquecem de fazer algo pelo próximo.

Celso Zucatelli, com sua alegria e charme, entregou o prêmio para Dra Juliana Barreto, mencionando que já criança consultou um oftalmologista, e consulta até hoje, brincou!. A ùnica homenageada que não compareceu ao evento foi Dna Linamara Batistella, que enviou uma representante, seu padrinho foi o apresentador Paulo Henrique Amorim.

Além da entrega dos troféus, Maurício Manieri abriu o evento, Gilbert, agraciou com sua linda canção em francês e Karin Hils fechou o evento interpretando num estilo roqueiro a música de Roberto Carlos Além do Horizonte, na versão Jota Quest.

As surpresas do evento foram as rosas colombianas distribuidas as mulheres presentes e Livia Izar e Rodrigo Frampton do Musical infantil "O Cravo e a Rosa", de Xico Abreu, entraram e representaram o nascimento da rosinha interpretando a canção, "Aos Olhos do Pai". Foi realmente emocionante.

A presidente da AMC Dna Rosana Oliveira, agradeceu a todos e conduziu o final do evento com uma oração.

Um exemplo para muitos, FOI REALMENTE o "OSCAR DA SOLIDARIEDADE".

ATÉ O PRÓXIMO TROFÉU!

Detalhe da entrega>

Homenageada Dna Cremilda Lar do Betinho
Anunciaram a entrega Luciana Livieiro e Roberta Piza
Entregou Troféu Edu Guedes

Homenageada Dra Juliana Barreto
Anunciaram a entrega Nani Venâncio e Janine Borba
Entregou o troféu Celso Zucatelli

Homenageada Tia Mara - Lar Dona Cotinha
Anunciaram a entrega Karina Bacchi e Giane Albertoni
Entregou o troféu Brito Jr

Homenageada Linamara Batistella
Anunciaram a entrega Fabiana Scaranzi e Tina Roma
Entregou o troféu Paulo Henrique Amorim

Homenageada Flordelis
Anunciaram a entrega Chris Flores e Adriane Galisteu
Entregou o troféu Tom Cavalcante


Assistam ao video.

Até o próximo Troféu!

Um beijo

Marli



REPORTAGEM RESSOAR

sábado, 20 de março de 2010

TROFÉU HEROÍNAS 365 POR ANO



"OSCAR DA SOLIDARIEDADE"

AMC convida para a entrega do II "Troféu Heroínas 365 por ano"

"São as águas de Março, fechando o verão é a promessa de vida no meu coração..."


Março é o mês que termina o verão, o calor do sol se despede para dar lugar ao outono e os frutos do que semeamos começam a brotar, nos preparamos para a colheita de um ano que nos empenhamos para ser marcado pela realização dos sonhos que movem a nossa esperança.

Março, é mês de mudanças, como as mulheres que tem que mudar constantemente para desempenhar seus inúmeros papéis no palco da vida. Por isso Março é o mês onde comemoramos o "Dia internacional da Mulher".


No mundo de hoje, onde elas alcançaram espaço profissional, além de donas de casa, as mulheres se desdobram, estudam, cuidam de suas famílias, maridos, filhos e muitas vezes seus pais. Muitas, mesmo sozinhas, resolveram arregaçar as mangas e são verdadeiras guerreiras, não apenas em seu lar ou na sua comunidade, mas numa amplitude muito maior, auxiliando e ajudando o próximo. E é por isso que nasceu o "TROFÉU HEROÍNAS 365 DIAS POR ANO", para celebrarmos a solidariedade retratada através da vida de mulheres determinadas em exercer a força do amor que possuem. Cinco mulheres foram escolhidas para serem homenageadas pela AMC - Associação de Mulheres Cristãs.

Mulheres que fazem a diferença, além de encararem a dura rotina de uma mulher com imensos afazeres, ainda assim se dedicam em fazer algo pelo próximo.


A solidariedade se veste para celebrar suas vitórias nesse troféu 365 dias por ano.


Será no próximo dia 30 de Março ás 19 h, no Bourbon Convention Ibirapuera, Avenida Ibirapuera, 2927 em Moema.


Muitas surpresas estão reservadas para o dia da premiação, e será uma noite regada ao som de boa música, na interpretação de pessoas talentosas e celebridades como Chris Flores, Ana Hickman, Gianne Albertoni, Adriane Galisteu, Karina Bacchi, Fabiana Scaranzi, Edu Guedes, Dani Zurita, Janine Borba, Celso Zucatelli, Mauricio Manieri, Karin Hils, Brito Jr, Gilbert, Tom Cacalcanti, Paulo Henrique Amorim, Luciana Livieiro, Tina Roma, Fabiana Alvarez, Nani Venãncio entre outros.


AMC-ASSOCIAÇÃO DE MULHERES CRISTÃS


AMC - Associação de Mulheres Cristãs www.mulherescristas.org.br,
nasceu com o sonho de fazer a diferença através do amor ao próximo.

Assim, foi fundada a AMC que vem em tão pouco tempo, conquistando o respeito e o carinho de todos que dela participam. O Troféu Heroínas 365 Dias Por Ano, nasceu para reconhecer merecidamente a coragem, força e amor retradados através da solidariedade em mulheres que milagrosamente distribuem o seu tempo em doação. São símbolos de renúncia pela objetividade de seus alvos,mas sobretudo são mulheres, ás vezes mãe, ás vezes amigas, ás vezes namoradas, ás vezes filhas... Mulheres que dividem suas vidas em múltiplos papéis e são as atrizes principais do roteiro que escolheram para suas vidas, são de fato Heroínas 365 Dias Por Ano.

Uma associação fundada por mulheres cristãs com o desejo real de ajudar o próximo.

*Os convites estão sendo vendidos e as confirmações serão aceitas até o dia 24 de março através do e-mail trofeuheroinas.amc@gmail.com


GANHADORAS DO TROFÉU 2010


1. Dona Cremilda - Lar Betinho


A vida da Dona Cremilda é uma história de força, amor e solidariedade. Coordenadora do Lar do Betinho durante vinte anos engajou-se em uma batalha diária pelas crianças especiais desse Lar. Dona Cremilda está se aposentando e deixará o Lar com muita dor no coração, pois sua vida foi construída ao lado dessas crianças especiais que acompanhou e amou... É como uma mãe que tem que deixar os seus filhos. O Conselho da AMC, formado por mulheres que tem como critério o respeito pelo próximo e a integridade no servir, julgou que Dona Cremilda seria assim, merecedora do troféu, completando sua carreira com o mérito de quem nunca buscou a recompensa, apenas dedicou sua vida como um instrumento do bem, servindo ao próximo em busca de um mundo melhor.

www.casadacriancabetinho.com.br

2. Dra. Juliana Paes Barreto – Oftalmologista Clínica e Cirúrgica


A dificuldade em encontrar pessoas dispostas a sacrificarem seu tempo pessoal em prol dos desfavorecidos nesse mundo, é gigantesca. A AMC reconhece essa dificuldade diariamente.

Dra Juliana é uma médica conceituada dentro de sua área, recebeu um convite de uma amiga para fazer parte dos trabalhos sociais que o Ressoar realiza nas ruas para população carente de São Paulo, ela não se disponibilizou apenas para o momento necessário, mas para todo o sempre. Hoje uma das voluntárias do Ressoar, instrumento de base para os projetos e sua vida é exemplo de que todos podem fazer a diferença. Possui sua clínica e é médica do Hospital Albert Einstein.

3. Flordelis

Muita gente pensa que somente pessoas que possuem uma vida com alto padrão podem ser solidárias.
A história de Flordelis revela a força do amor maior e contraria esse pensamento.

Flordelis viveu a miséria e a fome, ainda assim, em uma condição matemática de vida de subtração, decidiu dividir, somar e multiplicar. Sua trajetória de vida inspirou produtores a fazerem seu filme, que hoje está à venda em DVD em prol de seu abrigo com cinqüenta filhos.

4.Dona Cotinha

Solidariedade começa no berço, prova disso é a história de Tia Mara, filha de D. Cotinha.

Mara cresceu vendo sua mãe ajudar as pessoas carentes de seu bairro presenciou o desgaste e os muitos dias e noites de preocupações para executar o bem a cada amanhecer. Quando cresceu, Mara pensou que não faria o mesmo, mas estava dentro dela... Quando menos percebeu estava ela dando continuidade aos sonhos de sua mãe. Hoje, o lar Dona Cotinha possui duas unidades e continua a travar suas batalhas diárias. Tia Mara, como é conhecida é uma mulher de fibra, que não desiste e por tal motivo receberá o troféu.

www.lardonacotinha.com.br

5-Dra Linamara Batistella

Dra Linamara é fisioterapeuta, possui uma clínica e por tal motivo, decidiu buscar recursos que beneficiem a pessoa com deficiência, oferecendo para esses, uma qualidade de vida melhor. Sua marca é a ternura e o amor, hoje Dra Linamara é responsável pela Secretaria da Pessoa Com Deficiência e realiza um trabalho magnífico em São Paulo

www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br


Informações para imprensa:


Marli Pó Campos
11-7623-2239
11-7896-2070
marlipress@gmail.com
Natasha
11-9496-6727


-

*Cadastro para o evento até o dia 26 de março, só entrarão no evento imprensa previamente cadastrada com identificação do veículo, nome e RG do fotógrafo e repórter.

terça-feira, 16 de março de 2010

A saudade mata a gente, a saudade é a dor pungente......




Ontem lí um texto na missa do meu querido e saudoso Clodovil.
Bertha, nossa amiga de Brasília, solicitou que, se possível lêssemos na missa. Maurício, muito emocionado, não quisera ler, mas Deus na sua infinita sabedoria, jogou em minhas mãos o conteúdo e logo transformei e me vi dentro do pequeno texto.
Eu busquei palavras que muitas vezes não consegui expressar, mas ela me inspirou em completar e dizer assim:

"E o que fazer com a saudade que invade o nosso ser, você partiu, foi embora sem nem ao menos adeus nos dizer?"

Um ano atrás, perdíamos no plano terrestre o nosso talentoso estilista, apresentador, Deputado federal e grande amigo Clodovil Hernandes.
Com ele se foram a irreverência , o desassombro, a ironia; que a tantos assombrava, o prazer que sentia em fustigar pessoas....
Mas foram-se também aquele sentido tão profundo de dignidade, a visão tão ampla de universo, a perfeita sintonia com a beleza, em suas diversas formas.
Sentimos saudades, Clodovil.. esteja onde estiver, gostaríamos que soubesse disso!


...e o silêncio se fez dono de todos os espaços da Igreja São José!!!

Até!

sábado, 13 de março de 2010

Missa de um ano Clodovil Hernandes

Novo Musical de Xico Abreu em cartaz em CURITIBA


Jurassic Miusicol



Jurassic Miusicol é um texto inédito, criado pelo autor Xico Abreu, a partir de uma história real. Inspirado em duas atrizes cinquentonas, amigas, que passavam por questionamentos pessoais e profissionais, o texto foi concebido criando uma caricatura das atrizes que estão em busca de montar alguma coisa, que nem elas sabem o que é.

Aproveitando esse enredo, contado com bastante ironia e humor, ampliou-se a questão das duas atrizes a todos os que vivem à espera: de respostas, de alguém, de algum momento ou situação.

Intercalando a dramaturgia, ainda dentro dela, ilustramos o espetáculo com apresentações de números que vão da mágica à dança contemporânea, do clássico ao country.

O espetáculo tem um humor sarcástico e uma divertida dramaticidade trágica encenada por dois jovens atores (Jean Machado e Rodrigo Melgaço), que trazem ao palco o universo feminino preenchendo o estereótipo com verdade e autenticidade, retratando vidas reais recheadas de emoções humanas e delicadas.

Xico Abreu – Diretor / Autor

(25 anos) é diretor da XARealliz Produções Artísticas. Dirigiu e escreveu “O Cravo e a Rosa” indicado a Melhor espetáculo, trilha, atriz, ator e ganhador de Melhor Figurino do Prêmio Coca-Cola/FEMSA. Atuou em “Marisol”, “Chiquititas” e “Balacobaco”. Escreveu mais de 10 espetáculos com música e compôs mais de 120 canções. Ganhou prêmio de Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Ator revelação, foi indicado com Melhor Trilha Sonora,convidado a representar o Brasil no Festival de Teatro do Peru e foi finalista do Festival da Canção de Imperatriz.

Livia Marya Izar – Co-Diretora Artística

(30) Ganhadora do Gralha Azul por “Dona Baratinha da Silva Só”, ganhou o prêmio do Festival de Cinema do Rio com o filme ”Tchau Pai” de sua direção. Foi finalista do prêmio Coca-Cola/FEMSA como Melhor Atriz com “O Cravo e a Rosa”. Atriz, cantora, fez mais de 25 espetáculo em Curitiba, dirigida por Marcelo Marchioro, Fátima Ortiz e Rogério Bozza, entre outros.

Rodrigo Melgaço – Ator

(29) tem formação em Artes Cênicas (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atuou nos espetáculos “Amor e Restos Humanos”, “Em torno de...” e “A Casa de Maria”. Filmou “Batismo de Sangue”. Integrou a companhia teatral CLUB NOIR, dirigida por Juliana Galdino e Roberto Alvim, onde estreou o espetáculo “Comunicação a uma academia”.

Jean Machado – Ator

(23) Formado pela Casa das Artes de Laranjeiras e graduando em Artes Dramáticas pela UniverCidade, participou dos espetáculos "Peter Pan", "O Desaparecimento de Mérlin", "Comédia da Vaidade", "O Macaco Malandro", "Aquele Amor", "O Sonho de uma Noite de Verão" e "O Falecido".



Sinopse

Jurassic Miusicol é um thriller sobre duas veteranas atrizes de teatro que conheceram a fama no passado e que agora vivem um reinado psicótico de terror uma sobre a outra. Anin é mãe e avó e vive a decadência e a solidão com Aram, em um camarim mofado e sem luz. Anin passa o tempo, prostrada numa cadeira, onde reclama sobre a vida e critica outros artistas. Impositiva, dita ordens e comandos à Aram, sua parceira que se desdobra para executar. Aram é submissa e esperançosa. Tem nos olhos brilhos intensos e exagerados de uma atriz velha de guerra que ainda sonha com o estrelato.

Em meio ao tédio e a reclamações, as duas investigam propostas e ensaiam coreografias e números com a intenção de levantar um repertório para algum dia o apresentarem a alguém.



De 17 a 28 de Março de 2010

Às 21 horas no espaço “Era só o que faltava”

Av República Argentina, 1334 – Água Verde

Telefone: (41) 33420826

Ingressos R$30,00 inteira e R$15,00 meia entrada

Ingressos já à venda nos postos do Festival

Desconto de 50% para associados Porto Seguro.*

*Comprando o ingresso na bilheteria do teatro.

Sujeito a lotação.


Ficha Técnica

Autor, Diretor Xico Abreu

Co-Diretora Artística Livia Maria Izar

Coreografias Alice Reis e Carla Vasques

Iluminação Aline Santini

Sonoplastia Camilo Brunelli

Arte Gráfica Gabi de Luca

Visagismo Livia Maria Izar e Xico Abreu

Produção XARealliz Produções Artísticas


--
Marli Pó Campos
11-7623-2239 - Claro
11-6781-7647 - Oi
11-7896-2070 - Nextel
ID - 9*91998
marlipress@gmail.com
marlipress@uol.com.br
MSN-marlipocampos33@hotmail.com
www.marliassessoria.blogspot.com